Aplicativo conecta mulheres que querem doar e receber óvulos

Aplicativo Rede Óvulo Doação
Aplicativo Rede Óvulo Doação funciona com avatares (Foto: Divulgação)

Um aplicativo promete fazer a conexão no Brasil entre mulheres que querem doar óvulos e mulheres que desejam ser mães, mas não têm óvulos de boa qualidade. Batizado de Rede Óvulo Doação, o dispositivo usa um avatar para identificar e combinar as características em comum das doadoras e interessadas, sem revelar informações sobre ambas – uma exigência da legislação nacional. O mecanismo do dispositivo é semelhante ao utilizado por aplicativos de paquera como Tinder.

O criador do app é o ginecologista brasileiro Bruno Scheffer, especialista em reprodução assistida. Ele acredita que a plataforma ajudará a evitar a burocracia que envolve a doação de óvulos.

‘Match’

Ao começarem a utilizar a ferramenta, as mulheres interessadas em receber ou doar óvulos preenchem um formulário com informações físicas e sociais a respeito delas. É criado, então, um avatar para cada perfil.

A mulher que pretende ser receptora recebe informações sobre quantas doadoras apresentam características parecidas com as dela e seleciona os avatares que mais lhe agradam.

Leia também: Mulheres criam uber da beleza

Depois disso, haverá a marcação de uma consulta com especialista. Esse “encontro” entre receptora e doadora, o match, é feito pelo médico seguindo as normas da Anvisa.

Legislação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) permite no Brasil duas maneiras de doar óvulos. A primeira é por meio da doação compartilhada, no qual duas mulheres compartilham – uma a carga genética (com custeio dos exames) e a outra os gastos, totais ou parciais, do tratamento. A segunda é a doação espontânea, com a receptora custeando todos os exames, os medicamentos e o custo do tratamento.

Em ambos os casos, a doação é anônima e não pode ser comercial.

O download do aplicativo é gratuito e está disponível para sistemas Android e IOS. Mais informações sobre o app podem ser obtidas aqui.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*