Livro desvenda cotidiano de mulheres presas no Paraná

Diário de uma intervenção
Livro "Diário de uma intervenção" reúne três anos de trabalhos em prisões femininas no Paraná

Mulheres presas. Você já parou para pensar sobre como é o cotidiano delas por trás das grades? Estudantes, advogadas e professoras da Universidade Federal do Paraná (UFPR) ajudam a desvendar esse cotidiano com o livro “Diário de uma intervenção”, lançado no final de abril em Curitiba. Coordenada pela advogada e professora Priscilla Placha Sá, a obra é resultado de atividades em prisões para mulheres em Curitiba, Pinhais e Piraquara.

Ao todo, foram três anos de trabalho e mais de 500 entrevistas, através do projeto Mulheres pelas Mulheres, com mulheres que seguem presas. Quem são essas pessoas, o que as levou para a prisão, o que mantém mulheres gravidas neste sistema e por qual motivo não são encontradas mulheres trans nestes locais? Essas são algumas das indagações levantadas pela obra, baseada em uma epistemologia feminista.

Leia também: Oficina de fotografia qualifica presas da RMC e concorre a prêmio nacional

Em formato de coletânea, o trabalho traz textos e fotografias que dão luz à realidade de mulheres encarceradas em um ambiente feito por homens e para homens.

A obra está disponível para venda aqui pela EMais Editora e Livraria Jurídica. O volume custa R$ 39,90.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*